quarta-feira, 14 de abril de 2010

Poema Providencial

Achei esse poema perfeito... eu poderia tê-lo escrito, quase. Mas a Laura, do blog Sonhos e Chá, o fez. E lindamente. Abraços e obrigada por suas palavras tão certeiras.


É seu

Era pra ser você o dono da minha alegria,
o dono da fantasia,
das noites ocupadas de álcool e suor,
o dono dos meus dias,
da minha boca que ardia.
Era pra ser você o dono do meu sentimento,
dono de todo universo de contentamento,
do motivo de eu ser,
da razão de eu existir,
de eu querer,
de eu pedir.
Era pra ser você a causa do meu eu.
Mas você não quis, você não permitiu,
você não deixou.
Agora você é dono desse meu sofrimento,
desse sentimento que queima por dentro,
desse meu medo de amar,
dessa minha falta de amor.

Laura Santos

5 comentários:

Déko disse...

Perfeito!! Lindo poema mesmo!

Lora Pontes disse...

Lindo!
Quem não se identifica nessa situação pelo menos uma vez na vida?!
Beijos

Lorena Pontes disse...

Seu blog é uma inspiração para os românticos!!!

jefhcardoso disse...

Olá Cleonice! Não repare em minha visita relâmpago, mas venho lhe convidar para ler o novo capítulo de “O Diário de Bronson (O Chamado)” e deixar o seu comentário.

Retornarei com melhores modos e mais tempo. Tenha um ótimo final de semana. Abraço do Jefhcardoso!

jefhcardoso disse...

Olá Cleonice! Quero lhe agradecer pelo seu apoio ao meu blog. Esta semana estou divulgando uma “nova” postagem. É um conto; que na verdade vem a ser uma reedição de meu blog. Sua postagem original ocorreu em 13.02.09; sendo esta a minha terceira postagem no blog. Naquela ocasião este texto não recebeu nenhum comentário. O texto é “O Sr. e o Dr.”. Espero que você, tendo um tempinho, o aprecie.
Um grande abraço, minha gratidão e desejo que tenha uma ótima semana!

Jefhcardoso