domingo, 12 de setembro de 2010

Medo


Medo de escuro.
Não o escuro das luzes apagadas.

O escuro da alma.
O escuro que há dentro de cada um.
O escuro de uma casa vazia. De um canto vazio. O escuro da solidão.


Medo de ficar só.

Não ficar só "sem um par".

Mas o "ficar só" literal. Sem pessoas queridas.
Sem ninguém que se importe.


Medo de deixar as coisas perderem a importância, de deixar a vida passar.

Medo de perder os sonhos. Ou a capacidade de sonhar.


Medo da dor.
Medo da morte.

Medo medo medo.


Palavra áspera que se arrasta na alma.



By Keo

2 comentários:

Dexter Troy. disse...

Medo de ficar só.
Também tenho medo.

Vítor Palmeiras disse...

Não tenha esses medos, creio que desse mal você não sofrerá.

Exceto o da morte, mas deixa pra ter medo daqui uns 60 ou 70 anos, ok?